Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líder da Renamo fixa-se na Gorongosa e exige Governo de Unidade Nacional em Moçambique

Lusa

  • 333

Maputo, 23 out (Lusa) - A Resistência Nacional de Moçambique (Renamo), principal partido da oposição, exigiu hoje que o Presidente moçambicano, Armando Guebuza, se desloque à antiga base militar do movimento, para negociar a formação de um Governo de Unidade Nacional.

Em conferência de imprensa realizada na sede do partido em Maputo, Momade Ossufo, chefe do Departamento de Defesa, órgão que a Renamo reativou em julho passado, afirmou que a presença do chefe de Estado na Gorongosa, província de Sofala, centro do país, para um diálogo com o presidente do movimento, Afonso Dhlakama, é a condição para que este se retire da base central da antiga guerrilha da atual força de oposição.

A recente deslocação de Afonso Dhlakama para a Serra da Gorongosa tem sido acompanhada com muita preocupação pela comunicação social do país, uma vez que o líder da oposição reagrupou centenas de antigos guerrilheiros na zona, com quem tem aparecido na televisão a dirigir palavras de ordem e a orientar paradas militares.