Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líder da CGTP acusa Governo de se constituir num "perigo público"

Lusa

  • 333

Coimbra, 11 abr (Lusa) - O líder da CGTP, Arménio Carlos, acusou hoje, em Coimbra, o Governo de ter atingido níveis de "insanidade" que o tornam num "perigo público" para as funções sociais do Estado e para os portugueses.

O dirigente sindical, que participava na marcha contra o empobrecimento, que percorreu esta tarde as principais ruas da cidade do Mondego, criticou o Executivo de Pedro Passos Coelho de querer manter e "intensificar a mesma política" que levou o país à recessão e a uma taxa de desemprego sem precedentes.

"Ao invés de reconhecer que estávamos perante um plano (da 'troika') fracassado, que colocou o país numa situação de recessão económica, de desemprego como nunca tivemos, de empobrecimento generalizado da população, de aumento das desigualdades e também da exclusão, o que o Governo nos diz é que vai continuar e intensificar a mesma política", lamentou o sindicalista.