Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

LE/Final: Portugueses em Cabo Verde desiludidos e lamentam "maldição dos 92 minutos"

Lusa

  • 333

Cidade da Praia, 15 mai (Lusa) - A derrota do Benfica (2-1) na final da Liga Europa em futebol, diante do Chelsea, provocou hoje a desilusão entre a comunidade portuguesa em Cabo Verde, que lamentou o azar dos "encarnados" e a nova maldição dos 92 minutos.

A "nova maldição", que se junta à existente desde 1962, quando Bela Guttmann disse que, sem ele, o Benfica jamais seria campeão europeu, foi repetida até à exaustão por vários adeptos benfiquistas que acompanharam o jogo, disputado no Arena Stadium, em Amesterdão, num ecrã gigante montado num dos principais hotéis da capital cabo-verdiana.

A alusão tem a ver com a derrota sofrida sábado pelo Benfica em casa do FC Porto, igualmente por 2-1, em que o segundo golo portista foi alcançado também aos 92 minutos, por Kelvin, permitindo aos "azuis e brancos" ascenderem à liderança do campeonato português, a uma jornada do fim.