Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

LE/Final: Costa Pereira deixou fugir o título por baixo do corpo, em 1965

Lusa

  • 333

Redação, 10 mai (Lusa) -- Um "frango" de Costa Pereira e a sua posterior lesão, obrigando o central Germano a ser guarda-redes e o Benfica a jogar reduzido a 10 desde os 57 minutos, hipotecaram novo título europeu, em 1964/65.

Depois do desaire com o AC Milan, dois anos antes, a formação da Luz voltou a não conseguir ultrapassar o "catenaccio" italiano, o futebol defensivo do Inter de Milão, que se superiorizou ao empolgante Benfica de Elek Schwartz.

O conjunto de Helenio Herrera selou o "bis" (tinha ganho por 3-1 ao Real Madrid na final de 1963/64) graças a um tento do brasileiro Jair, que rematou fraco, mas bateu Costa Pereira, que deixou passar a bola, escorregadia, por baixo do corpo.