Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Justiça sueca decide reabrir investigação sobre morte de emigrante português

Lusa

  • 333

Estocolmo, 25 out (Lusa) -- A justiça sueca anunciou hoje a reabertura do inquérito sobre a morte de um emigrante português baleado em maio pela polícia num subúrbio de Estocolmo, e que esteve na origem de vários desacatos na periferia da capital sueca.

O emigrante português de 68 anos Lenine Relvas-Martins foi baleado mortalmente por um polícia no dia 13 de maio em Husby, um subúrbio da capital Estocolmo, onde a maioria da população é constituída por imigrantes e a taxa de desemprego é muito superior à média nacional.

A polícia sueca garante que disparou em legítima defesa, depois de o emigrante português, que vivia na Suécia há mais de 30 anos e também tinha nacionalidade sueca, os ter ameaçado com um machado.