Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Justiça colombiana confirma cadeia para dois negociadores das FARC que integram negociações de paz

Lusa

  • 333

Bogotá, 18 set (Lusa) -- A Justiça da Colômbia confirmou terça-feira as penas de 31 anos de cadeia aplicadas a dois chefes guerrilheiros das FARC que integram as negociações de paz entre o grupo e do governo colombiano em Havana, revelou a imprensa local.

Os dois homens, Jorge Torres Victoria e Luciano Marín Arango, conhecidos, respetivamente, como "Pablo Catatumbo" e "Iván Márquez" estão associados a um atentado a 20 de fevereiro de 2005 em Meta, centro do país, no qual morreram seis pessoas, entre as quais dois menores.

A condenação também inclui o líder máximo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido por "Timoleón Jiménez" ou "Timochenko.