Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Julgamento de Duarte Lima por burla ao BPN e branqueamento de capitais começa a 28 de maio

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 mar (Lusa) - O julgamento do caso Homeland, no qual Duarte Lima está acusado de burla qualificada ao BPN e branqueamento de capitais, inicia-se a 28 de Maio, disse hoje à Lusa fonte judicial.

O julgamento, relacionado com a aquisição de terrenos no concelho de Oeiras, tem já uma segunda sessão marcada para 03 de junho.

A Homeland, cujos fundos circulavam através de Francisco Canas, também arguido neste processo e no caso "Monte Branco", foi constituída com a participação de 1,5 milhões de euros do BPN, de 4,2 milhões de euros de Vítor Raposo (então sócio de Duarte Lima) e igual capital do arguido Pedro Lima (filho do ex-líder parlamentar do PSD), que aguarda julgamento em liberdade depois de pagar caução de 500 mil euros.