Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Julgamento da Universidade Independente adiado "sine die" devido a recurso

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 nov (Lusa) - O novo julgamento do caso Universidade Independente (UNI) foi adiado "sine die" por causa de um recurso interposto para o Tribunal da Relação de Lisboa, disse à Agência Lusa fonte das Varas Criminais de Lisboa.

A fonte não precisou a questão que terá motivado o recurso para a Relação e o adiamento, sem nova data, do novo julgamento que chegou a estar marcado para quinta-feira, mas uma fonte ligada à defesa havia dito recentemente que ia ser contestado o facto de o novo julgamento ter como presidente do coletico uma juíza (Ana Peres) que participou no primeiro julgamento, numa clara violação das leis processuais penais (artigo 40).

O julgamento do caso UNI está para ser repetido há mais de um ano, depois de o primeiro julgamento ter ficado sem efeito por morte, no verão de 2012, da juíza Ana Wiborg, que integrava coletivo que julgava o processo, que já ia nas alegações finais.