Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Juíza reduz em 112 dias potencial sentença de Bradley Manning, alegada fonte do WikiLeaks

Lusa

  • 333

Fort Meade, Estados Unidos, 09 jan (Lusa) - Uma juíza reduziu em 112 dias a potencial sentença de Bradley Manning, suspeito de ser a fonte do WikiLeaks na divulgação de documentos secretos dos Estados Unidos, devido ao tratamento severo a que o arguido foi submetido em prisão militar.

A juíza norte-americana Denise Lind disse, na terça-feira, que as condições de detenção do soldado norte-americano foram "excessivas" e, por vezes, "ilegais", que foram além do considerado necessário para assegurar a sua segurança e prevenir o risco de suicídio, noticiou a agência noticiosa francesa AFP.

Denise Lind rejeitou, no entanto, um pedido dos advogados de defesa para retirar todas as acusações contra Bradley Manning, que esteve preso durante nove meses na prisão militar em Quantico, no estado de Virgínia.