Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jornalista dos EUA desaparecido há seis meses pode ter sido preso pelos serviços secretos sírios

Lusa

  • 333

Washington, 04 mai (Lusa) -- Um jornalista norte-americano que está desaparecido desde novembro pode estar detido num centro de detenção controlado pelas forças do regime sírio perto de Damasco, disse na sexta-feira um porta-voz da família.

O jornalista norte-americano, James Foley, que trabalhava como freelancer para o Global Post e Agência France Press, entre outros, está desaparecido há 162 dias, desde que foi capturado por homens armados na fronteira com a Turquia.

Numa conferência realizada na sexta-feira no âmbito do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, Philip Balboni, conselheiro delegado do Global Post, assegurou que "o mais provável é que James Foley tenha sido sequestrado por uma milícia pró-governamental e entregue às forças do regime sírio".