Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jogo de futebol denuncia "escravidão" nas obras para o Mundial do Qatar2022

Lusa

  • 333

Bruxelas, 07 out (Lusa) -- Sindicalistas e militantes dos direitos do Homem disputaram hoje, em Bruxelas, um jogo de futebol simbólico para denunciar "a escravidão" nas obras de construção das infraestruturas para o Mundial de futebol de 2022, no Qatar.

À frente do estádio do Rei Balduíno, os participantes trocaram algumas bolas com cuidado de forma a não bater nos "operários do Qatar", de fato de trabalho azul e capacete na cabeça, acampados dentro de uma bola insuflável.

"O futebol deve poder conjugar-se com os direitos sociais, senão, não vale a pena jogar", afirmou Claude Rolin, do sindicato belga da Confederação Sindical.