Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jerónimo de Sousa acusa Merkel e Gaspar de "batota" para "esmifrarem" mais os portugueses

Lusa

  • 333

Oliveira de Azeméis, 04 nov (Lusa) - O secretário-geral do PCP afirmou hoje que a chanceler alemã e o ministro Vítor Gaspar sabem que a maratona da austeridade "é mentira" porque as metas continuarão a ser "alteradas" enquanto for possível "esmifrar mais os portugueses".

Num comício em Oliveira de Azeméis, Jerónimo de Sousa manifestou-se contra o que define como o "programa de agressão" do Governo PSD e CDS com a ´troika´ (Banco Central Europeu, FMI e Comissão Europeia), e declarou: "No princípio, o programa de austeridade era apontado como um período curto, em que 2012 era o ano mais difícil. Mas afinal ontem a Sra. [Angela] Merkel, com a sua arrogância, veio dizer que isto ainda dura mais cinco anos".

O líder comunista defendeu, por isso, que o programa que o Governo se propõe concretizar é "uma intrujice" e, em referência ao desempenho do ministro das Finanças, explica-o com uma analogia desportiva: "Já se percebeu que a maratona de Vítor Gaspar não tem 22 quilómetros e pouco, porque ele faz constantemente batota para alterar o lugar da meta para mais longe".