Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jerónimo cita Cunhal diz que "revolução inacabada" conduziu a "brutal crise"

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mai (Lusa) - O secretário-geral do PCP citou hoje o líder histórico comunista Álvaro Cunhal, culpando a "revolução inacabada" pela "brutal crise" em Portugal, já que "parte do aparelho de Estado fascista" terá ficado por destruir.

"Na origem da grave situação que hoje o país atravessa e da brutal crise que se ampliou nestes últimos anos está uma revolução inacabada, que não conseguiu libertar-se do domínio monopolista e da submissão ao estrangeiro que esses interesses impuseram, agora mais agravados com o pacto de agressão subscrito por aqueles que conduziram todo o processo de reconstrução monopolista e latifundista", disse Jerónimo de Sousa.

O atual líder do PCP apresentou assim a edição do tomo IV das "Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal", no Terreiro do Paço, em Lisboa, sublinhando que "a vida mostrou mais uma vez quanto certeiras eram as suas palavras".