Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jerónimo acusa PS de "não estar interessado em demarcar-se" das políticas do Governo

Lusa

  • 333

Arraiolos, 17 mar (Lusa) -- O líder do PCP acusou hoje o PS de "não estar interessado em demarcar-se" das políticas do Governo e do programa de assistência financeira, por ter recusado um encontro com os comunistas para debater uma política alternativa.

Num discurso no final de um almoço que assinalou o 92.º aniversário do PCP, em Arraiolos (Évora), Jerónimo de Sousa contou que na carta enviada pelo PS aos comunistas para discutirem a possibilidade de formar coligações nas próximas eleições autárquicas, os socialistas "diziam que queriam dar um sinal de esperança aos portugueses que clamam por mudança".

"Nós sabíamos que se tratava de um sinal fraco esta coisa de eleger 11 candidatos já escolhidos pelo PS à presidência" de algumas câmaras, mas "nós respondemos que o mais urgente e inadiável sinal de esperança era interromper a ação deste Governo com a sua demissão e a realização de eleições", afirmou.