Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jerónimo acusa Governo de fazer "terrorismo social" com corte de quatro mil milhões

Lusa

  • 333

Setúbal, 09 fev (Lusa) - O líder do PCP afirmou hoje, em Setúbal, que o corte de despesa de quatro mil milhões de euros, que o Governo se propõe fazer nas funções sociais do Estado, é um "autêntico programa de terrorismo social".

"É um autêntico programa de terrorismo social, um programa que, a ser concretizado, fará de 2014 mais um ano de recessão profunda e ainda mais severo para os trabalhadores e para o povo", disse o líder comunista, depois de fazer duras críticas aos cortes propostos pelo Governo PSD/CDS.

Para Jerónimo de Sousa, que falava a centenas de apoiantes num almoço na Gâmbia, concelho de Setúbal, trata-se de mais um "ataque brutal aos trabalhadores da administração pública, com cortes nos salários e dezenas de milhares de despedimentos, novos ataques à educação, aos seus profissionais e aos alunos, com novos aumentos das propinas".