Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Japão: Dois ministros visitaram santuário controverso de Yasukuni em Tóquio

Lusa

  • 333

Tóquio, 15 ago (Lusa) -- Dois ministros nipónicos visitaram hoje o santuário controverso de Yasukuni, em Tóquio, capital japonesa, em honra dos soldados japoneses mortos, apesar da oposição de Seul, quando se assinala o 67.º aniversário da capitulação do Japão.

O ministro da Segurança Pública japonês, Jin Matsubara, e o ministro dos Transportes, Yuichiro Hata, visitaram esta manhã o santuário xintoísta, que presta homenagem aos soldados japoneses mortos pela sua pátria e é venerado pelos nacionalistas nipónicos, sendo considerado na Ásia como o símbolo do passado militarista do Japão.

A má reputação do Yasukuni deve-se ao facto de os nomes de 14 criminosos de guerra japoneses, condenados pelos Aliados no fim da II Guerra Mundial, terem sido secretamente acrescentados, em 1978, aos nomes dos 2,5 milhões de soldados mortos pelo Japão.