Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Itália: Letta aceita cargo de PM "com reservas"e quer mudar políticas de austeridade

Lusa

  • 333

Roma, 24 abr (Lusa) - O primeiro-ministro designado de Itália, Enrico Letta, afirmou hoje querer mudar as políticas de austeridade europeias e, segundo a presidência da República, aceitou "com reservas" o cargo de chefe do executivo.

Letta, 46 anos, primeiro-ministro designado disse hoje, após o anúncio oficial do Presidente da República sobre a formação do novo Governo em Itália, que está "empenhado" em mudar as políticas de austeridade em curso na Europa, afirmando que "já não são suficientes".

"Estou comprometido no sentido de mudar as políticas em curso na Europa, demasiado focadas na austeridade e que já não são suficientes", afirmou Letta.