Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Israel: Preso palestiniano acaba greve de fome superior a 100 dias

Lusa

  • 333

Jerusalém, 23 jul (Lusa) -- O preso palestiniano Akram Rijawi acabou a greve de fome, que durava há 102 dias, depois de alcançar um acordo com as autoridades israelitas, que antecipa a sua libertação, noticiaram as agências internacionais.

A organização não governamental palestiniana de defesa dos direitos dos detidos Adamir, que revelou o acordo, adiantou, em comunicado, que Rijawi comeu pela primeira vez na tarde de domingo.

Akram regressará a casa, na Faixa de Gaza, em 25 de janeiro, seis meses antes da data em que concluía o prazo de nove anos de prisão a que foi condenado, em 2004, por transportar bombistas suicidas.