Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ISP só recebeu duas queixas sobre dificuldades em usar PPR para pagar crédito à habitação

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 mar (Lusa) -- O presidente do Instituto de Seguros de Portugal (ISP) disse hoje que recebeu apenas duas reclamações com queixas sobre o comportamento das seguradoras no âmbito da lei que permite o resgate de PPR para pagar crédito à habitação.

"Em termos de instituto, só recebemos 25 pedidos de esclarecimento e duas reclamações. Se há muitas reclamações, ao ISP não chegaram", disse hoje José Almaça, no parlamento, no último dia de audições que vão servir de base às alterações que serão feitas à lei que permite resgatar os Planos de Poupança Reforma (PPR) e PPR Educação (PPRE) para pagamento das prestações de crédito à aquisição de habitação, sem penalizações e perda de benefícios fiscais.

A legislação, que entrou em vigor em janeiro, tem motivado queixas de clientes que acusam as entidades de colocarem entraves ao resgate dos planos de poupança nos termos da nova lei, o que levou os deputados da Comissão parlamentar de Orçamento e Finanças a levarem a cabo várias audições para em seguida fazerem propostas de melhoria do diploma.