Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Islamismo: Nação muçulmana vive violência por estar dividida - Rei saudita

Lusa

  • 333

Riade, 15 ago (Lusa) -- O rei saudita afirmou na terça-feira que o mundo muçulmano está a viver uma divisão que causa violência em muitos locais e propôs a criação de um centro de diálogo islâmico para unir os seguidores desta religião, noticia a Efe.

Abdallah bin Abdelaziz falou durante a abertura da cimeira da Organização da Conferência Islâmica (OCI), em Meca, na qual participam vários chefes de Estado de países islâmicos e que está a gerar uma grande expectativa, designadamente pela presença do presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad.

No seu discurso, o monarca saudita não se referiu de forma explícita ao conflito na Síria, que agravou a tensão entre os dirigentes de Riade e Teerão, mas disse que "a 'umma' [nação] muçulmana vive hoje uma situação de discórdia e divisão, e que por essa causa derrama-se o sangue dos seus filhos em vários lugares do mundo islâmico".