Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Isinbayeva diz-se "mal interpretada" e opõe-se à discriminação de homossexuais

Lusa

  • 333

Moscovo, 16 ago (Lusa) -- A atleta russa Yelena Isinbayeva alegou hoje que foi "mal interpretada" nas críticas às suecas Emma Green-Tregaro e Moa Hjelmer, que surgiram em pista com as unhas pintadas com as cores da bandeira do arco-íris do movimento gay.

"Oponho-me a todo o tipo de discriminação contra os homossexuais", declarou Isinbayeva, em comunicado, observando que foi "mal entendida" quando disse que "aquilo que Emma e Moa fizeram [durante os Mundiais de atletismo que decorrem em Moscovo] foi um desrespeito à Rússia".

As críticas de Isinbayeva, recordista do mundo do salto com vara e que se sagrou campeã mundial em Moscovo, no evento que marcou o fim de uma carreira recheada de sucessos, provocaram uma onda de indignação de várias organizações de defesa dos direitos dos homossexuais.