Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Irão e Hezbollah estão a tentar criar rede de milícias na Síria que proteja os seus interesses

Lusa

  • 333

Redação, 11 fev (Lusa) -- O Irão e o Hezbollah, com base no Líbano, estão a tentar criar uma rede de milícias na Síria que proteja os seus interesses no país em caso de queda do regime do presidente Bashar al- Assad, revelou o diário Washington Post.

Citando fontes oficiais norte-americanas e do Médio Oriente, o jornal sustenta que o objetivo do Irão parece ser o de manter pessoas de confiança na Síria no caso do país se fraturar em regiões étnicas e sectárias.

O Irão diz apoiar cerca de 50.000 elementos de milícias na Síria. Os esforços para encontrar uma solução política para o conflito de quase dois anos e que já provocou a morte a mais de 60.000 pessoas, parece estar num impasse.