Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

IPO/Porto teve redução significativa de dádivas de sangue e pede ajuda à comunidade

Lusa

  • 333

Porto, 14 nov (Lusa) -- O presidente do IPO/Porto revelou hoje à Lusa que houve uma redução significativa de dádivas de sangue no último ano e apelou à comunidade que se voluntarie para ajudar a suprir as necessidades deste instituto de oncologia.

Laranja Pontes disse que o IPO do Porto, atualmente, necessita de elevar em 12% as doações, num mínimo de 40 colheitas de sangue por dia, para dar resposta às necessidades de forma autossuficiente e recorrer com menor frequência à compra de componentes sanguíneos e plaquetários.

"Já este ano, o IPO/Porto investiu em ações de angariação de dadores nas faculdades da Universidade do Porto e politécnicos, bem como ações de reconhecimento e fidelização dos atuais dadores. É fundamental que consigamos recuperar as doações de sangue e que consigamos mobilizar as pessoas para esta necessidade", sublinhou o responsável.