Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Investigadores brasileiros desenvolvem método para acelerar diagnóstico da leucemia

Lusa

  • 333

São Paulo, Brasil, 24 out (Lusa) - Investigadores da Universidade de São Paulo (USP) revelaram, na quarta-feira, terem desenvolvido um método, ainda em fase experimental, que usa nanopartículas para fazer um diagnóstico mais rápido da leucemia.

Em declarações à imprensa brasileira, Valtencir Zucolotto, do grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia da USP, realçou que "um dos principais obstáculos no atendimento de saúde no Brasil é o diagnóstico", pelo que com "estratégias para que seja mais rápido e mais barato" podem-se salvar muitas vidas.

A leucemia é o cancro mais difícil de localizar, uma vez que não se forma um tumor sólido, mas as células cancerígenas ficam em circulação, pelo que o processo de deteção é mais longo e implica uma série de componentes nos laboratórios, as quais representam elevados custos.