Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Investigação vai "ajudar" decisores da Europa do Sul na cidadania íntima

Lusa

  • 333

Coimbra, 16 jul (Lusa) -- O projeto que Ana Cristina Santos vai desenvolver, com financiamento do Conselho Europeu de Investigação, visa "dotar os decisores políticos" de conhecimento atualizado na área da cidadania íntima, disse hoje à agência Lusa a investigadora de Coimbra.

A socióloga Ana Cristina Santos, do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, foi contemplada com uma bolsa de 1,462 milhões de euros, com a qual vai realizar o projeto "INTIMATE - Cidadania, Cuidado e Escolha: A Micropolítica da Intimidade na Europa do Sul".

Trata-se de um trabalho de investigação a desenvolver durante cinco anos, com início em 2014, por uma equipa multidisciplinar e internacional, que promoverá "estudos comparativos sobre conjugalidade lésbica, poliamor, procriação medicamente assistida, 'barrigas de aluguer', redes de cuidado entre pessoas transgénero e coabitação entre amigos", em Portugal, Espanha e Itália.