Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Investigação laureada é "revolução" que terá aplicação prática em breve - especialista

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 out (Lusa) - O especialista em genética humana Carolino Monteiro considerou hoje "uma revolução" o trabalho dos galardoados com o Prémio Nobel da Medicina, acreditando que pode estar para breve a aplicação da reprogramação de células na prática clínica.

O prémio Nobel da Medicina 2012 foi hoje atribuído conjuntamente a John B. Gurdon e Shinya Yamanaka "pela descoberta de que as células maduras podem ser reprogramadas para se tornarem pluripotentes", anunciou o Comité Nobel.

São células adultas que são reprogramadas para recuperar as propriedades que lhes permitem dar origem a todos os tecidos do corpo, embora não adquiram as propriedades das células estaminais embrionárias, explicou à Lusa Carolino Monteiro.