Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Investigação da ICIJ sobre 'offshores' contou com 86 jornalistas em 46 países durante 15 meses

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 abr (Lusa) - A organização internacional de jornalismo de investigação, que hoje divulgou um relatório sobre empresas e fundos 'offshores', contou com o trabalho de 86 jornalistas de 46 países, que cobriram informações com quase três décadas.

"Nunca vi nada assim. Este mundo secreto foi finalmente revelado", afirma, citado pelo International Consortium of Investigative Journalists (ICIJ), Arthur Cockfield, um professor de direito e especialista em fiscalidade na Queen's University no Canada, que investigou alguns documentos.

"A crise financeira continuada na Europa tem sido alimentada por um desastre financeiro grego, exacerbado por fraudes fiscais efetuadas e promiscuidades do sistema bancário no pequeno paraíso fiscal cipriota, onde os balanços dos bancos locais foram engordados com transferências colossais de liquidez da Rússia", sublinha a organização.