Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Internacional Socialista: Papandreou avisa que sacrifícios dos portugueses poderão ser em vão

Lusa

  • 333

Cascais, Lisboa, 04 fev (Lusa) - O presidente da Internacional Socialista, o ex-primeiro-ministro grego Georgios Papandreou, alertou hoje que a crise não acabou e, se a Europa não mudar, os sacrifícios dos portugueses, gregos, espanhóis e italianos serão em vão.

"A crise não acabou. Ainda hoje, se a Europa não tomar mais medidas, os sacrificios dos portugueses, gregos, espanhóis e italianos poderao perder-se e mais nos será exigido", disse, na abertura do Conselho da Internacional Socialista, em Cascais.

Papandreou, que assumiu o governo grego em 2009 e se demitiu em 2011 para dar lugar a um governo de união nacional, admitiu que os sacrificios eram necessários, mas deveriam ter servido apenas para dar tempo à Europa de mudar.