Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Intenção da UEFA de banir terceiras partes é "injusta" e "excessiva" - representante jurídico FC Porto

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 27 nov (Lusa) - O diretor de Assuntos Jurídicos do Porto, Daniel Lorenz, afirmou hoje, no Rio de Janeiro, que a tentativa dos dirigentes da UEFA de banir a propriedade de direitos desportivos por terceiros é "injusta" e "excessiva".

"Se uma discussão maior for feita, chegar-se-á à conclusão de que essa medida é injusta e excessiva. Acho que todos os clubes, não só portugueses, mas também de Espanha e Holanda, que dependem de direitos económicos, precisam convencer a UEFA a fazer uma coisa que não fez, que é discutir o assunto com maior profundidade, esclarecer com todos os agentes de futebol do que se trata e porque se pretende essa discussão", afirmou o representante do FC Porto.

Lorenz ressaltou ainda que a situação económica de alguns dos clubes é complicada e mais do que antes se faz necessário recorrer a outras alternativas para que o clube seja competitivo internacionalmente.