Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Intelectuais querem mais união política para evitar morte da Europa

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 jan(Lusa)- Um grupo de 12 intelectuais europeus, incluindo o escritor português António Lobo Antunes, alertam para uma possível desagregação da União Europeia e defendem que só com união política se poderá salvar o projeto europeu.

Num manifesto publicado em vários jornais europeus intitulado "Europa e o caos", os intelectuais denunciam "o cinismo, populismo e o chauvinismo desenfreado" e defendem que "a Europa não está em crise, está a morrer".

O manifesto publicado na sexta-feira no jornal francês Le Monde e hoje no espanhol El País é assinado pelo escritor greco-francês Vassilis Alexakis, pelo ensaísta alemão Hans Christoph Buch, pelo jornalista espanhol Juan Luis Cebrián, pelo filósofo italiano Umberto Eco, pelo sociólogo húngaro Gyorgy Konrad e pela filósofa búlgara Júlia Kristeva.