Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inspeção do Ministério da Educação deteta irregularidades nos colégios GPS

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 mai (Lusa) -- O Ministério da Educação entregou na terça-feira no parlamento os relatórios resultantes de seis auditorias a colégios do grupo privado GPS, que detetaram irregularidades como o incumprimento da gratuitidade da escolaridade obrigatória ou a distribuição dos horários dos professores.

De acordo com um comunicado do gabinete de imprensa do Ministério da Educação e Ciência (MEC), aos relatórios sobre as auditorias aos colégios do grupo GPS, com contrato de associação com o Estado, "irão juntar-se até o final do ano letivo outros relativos a outras auditorias que estão ainda a decorrer, bem como o relatório referente a um inquérito que está a ser conduzido pela Inspeção Geral da Educação e Ciência (IGEC)".

De acordo com o MEC as auditorias encontraram irregularidades como a cobrança de uma taxa de matrícula ilegal, no valor de 10 euros, o que não cumpre os pressupostos da gratuitidade da escolaridade obrigatória.