Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Insetos comestíveis são alternativa promissora à carne - FAO

Lusa

  • 333

Roma, 13 mai (Lusa) - A Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) defende hoje que os insetos, consumidos atualmente por 2.000 milhões de pessoas, são uma alternativa promissora à produção convencional de carne, com vantagens para a saúde e o ambiente.

"Os insetos como alimento para humanos e para animais emergem como um assunto especialmente relevante no século XXI devido ao custo crescente da proteína animal, à insegurança alimentar, às pressões ambientais, ao crescimento da população e à procura crescente de proteína animal por parte das classes médias", escreve a FAO num relatório hoje publicado.

Recordando a estimativa de que em 2030 o mundo terá 9.000 milhões de habitantes que precisam de ser alimentados, os autores do texto defendem que são urgentemente necessárias alternativas à produção animal e de rações e sugerem que a entomofagia, ou consumo de insetos, pode contribuir positivamente para o ambiente, a saúde e os modos de vida.