Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/swap: JP Morgan contactou empresas em 2011 e falou em cancelar contratos

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) -- O JP Morgan disse hoje, no Parlamento, que nunca ameaçou cancelar 'swaps', mas que contactou as empresas públicas em abril de 2011 dando conta de que isso podia acontecer devido aos sucessivos cortes de 'rating' para chegarem a acordo.

"O JP Morgan foi ao encontro das empresas públicas a partir de abril de 2011, quando a situação económica e o acesso ao mercado se começou a deteriorar. A partir de abril, avisamos as empresas que seria bom irem por um caminho de mitigação de risco", afirmou Alberto Barbarisi, responsável pelo departamento de vendas e marketing da JP Morgan para o Sul da Europa, perante os deputados da comissão de inquérito aos 'swap' contratados por empresas públicas.

O responsável disse que nesses contactos, que aconteceram sobretudo com o Metro de Lisboa, explicou que "podia exercer as cláusulas de rescisão" antecipada dos contratos devido aos sucessivos cortes de 'rating' de Portugal, mas que não o fariam porque preferiam uma "solução de acordo".