Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/PPP: Brisa assumiu mais risco na última renegociação da concessão - Vasco de Mello

Lusa

  • 333

Lisboa, 16 jan (Lusa) -- O presidente da Brisa, Vasco de Mello, afirmou hoje que a concessionária assumiu mais risco com a última renegociação do contrato em 2008, mas ainda assim considerou que o acordo então alcançado com o Estado "foi vantajoso".

"Este acordo foi vantajoso para a Brisa. Relativamente aos benefícios que o Estado retirou, considero que não me devo pronunciar sobre isso. O Estado considerou que era vantajoso", afirmou hoje Vasco de Mello, na comissão de inquérito parlamentar às parcerias público-privadas (PPP).

O presidente da Brisa explicou que, em 2008, com a alteração do contrato, "a Brisa ficou com maior risco e o Estado com menos risco", explicando que o prolongamento do prazo da concessão, por mais três anos, até 2035, foi proposto pela CaixaBI, pela compensação de 270 milhões de euros, um valor inferior ao reclamado pela concessionária.