Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/PPP: António Barreto não conhece "nenhuma" cláusula secreta mas admite ter criado a convicção de que existem

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 out (Lusa) -- O sociólogo António Barreto disse não conhecer "nenhuma" cláusula secreta nas parcerias público-privadas (PPP), mas admite ter criado "a convicção que existem cláusulas secretas ou reservadas ou contingentes", na resposta enviada hoje à comissão parlamentar de inquérito.

Na resposta, por escrito, às seis questões da comissão de inquérito às PPP do setor rodoviário e ferroviário, António Barreto começa por dizer que não conhece "nenhuma" cláusula secreta nem tão pouco quais os contratos que têm as referidas condições escondidas.

O inquérito ao antigo ministro da Agricultura foi aprovado na comissão parlamentar depois de ele ter denunciado, em setembro, a existência de "cláusulas secretas" nos contratos das PPP, considerando que "não é aceitável" que haja condições escondidas em contratos de "um Estado democrático".