Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/BPN: Administrador da Parvalorem desconhece processo da CMVM contra si

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 jun (Lusa) -- O administrador da Parvalorem, sociedade que ficou com as imparidades do BPN, disse hoje no parlamento que desconhece que haja um processo de contraordenação contra si na CMVM e que o e-mail alvo de investigação é uma "montagem".

Os deputados da comissão de inquérito ao BPN questionaram hoje Jorge Pessoa acerca do processo de contraordenação que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) está a investigar sobre emissão de papel comercial da SLN. Em causa estará o envio de um e-mail por Jorge Pessoa a colaboradores em julho de 2008 no qual incentiva a venda de obrigações da SLN Valor aos clientes do banco.

No e-mail enviado, divulgado pela imprensa e hoje lido pelo deputado comunista Honório Novo, o gestor dizia que como a SLN Valor é a maior acionista da SLN, a dona do BPN, na prática a venda destes título era o "equivalente a um depósito a prazo, com uma excelente taxa".