Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Indústria do papel representa mais de metade dos investimentos com benefícios fiscais

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 nov (Lusa) - A indústria do papel representa mais de metade dos investimentos que vão receber benefícios fiscais no âmbito dos contratos aprovados pelo Governo há duas semanas, num total de 151 milhões de euros, segundo o Diário da República.

Os três projetos ligados à indústria papeleira ascendem a um total de 80 milhões de euros, sendo responsáveis pela criação de um quarto dos postos de trabalho que se estima serem gerados com estes investimentos (207 no total).

O maior investimento pertence à Caima - Indústria de Celulose, com 35,1 milhões de euros destinados à conversão da fábrica para a produção de pasta solúvel, prevendo-se a criação de dez novos empregos, seguindo-se a Celbi (Celulose Beira Industrial) com 30,2 milhões de euros para reforço da capacidade de produção (cinco empregos).