Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Indonésia: Homem condenado a dois anos e meio de prisão por insultar Islão no Facebook

Lusa

  • 333

Jacarta, 15 jun (Lusa) -- Um indonésio de 31 anos foi condenado a dois anos e meio de prisão por insultar o Islão e caricaturizar o profeta Maomé no Facebook, depois de ter publicado na rede social a mensagem "Deus não existe", informou a imprensa local.

Alexander Aan, residente na ilha indonésia de Sumatra, foi declarado culpado de incitar ao ódio contra a religião muçulmana e de violar a lei de comunicação eletrónica.

"Consideramos que agiu de forma intencional ao não apagar [a informação] depois das queixas que chegaram à polícia, quando era administrador da página e poderia fazê-lo", afirmou o juiz.