Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Incentivos fiscais e financeiros entre as bases da Estratégia de reindustrialização até 2020 - Álvaro Santos Pereira

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 dez (Lusa) - O ministro da Economia apresentou hoje as bases da "Estratégia de Fomento da Industrialização" para 2013-2020, que estará ancorada em incentivos financeiros ao setor produtivo, incentivos fiscais, reforço da formação profissional e redução da burocracia.

Álvaro Santos Pereira, que pediu o contributo dos partidos, surgiu no parlamento com a equipa governamental do seu Ministério para apresentar a estratégia alinhada com a Comissão Europeia e alguns Estados-membros - Espanha, Alemanha, França e Itália -, que diz ter como objetivo fazer com que Portugal volte a ser "um país com vocação industrial" e que possa assim atrair "mais investimento nacional e externo".

"Sabemos que os países fortemente industrializados são aqueles que resistem melhor às graves crises que afetam as nossas economias. Mesmo nos tempos mais difíceis, foi nos países que apostaram na indústria que o tecido empresarial se manteve mais forte, onde se registaram menores taxas de desemprego e onde as exportações cresceram a ritmos mais elevados", afirmou o governante.