Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Imprensa regional aposta na proximidade com o leitor para fugir à crise

Lusa

  • 333

Redação, 01 jan (Lusa) -- A braços com a crise de leitores e publicidade, a imprensa regional aposta no jornalismo de proximidade para resistir às quebras de vendas e não deixar morrer o jornal impresso.

"Se conseguirmos ultrapassar o ano de 2013 talvez consigamos uma certa acalmia e consigamos não deixar morrer o jornal impresso em papel", espera Bernardo Barbosa, responsável pela Aurora do Lima, o mais antigo jornal regional do país.

O título, com 158 anos e uma tiragem de 3.600 exemplares, subsiste em parte pela carolice dos diretores que "prescindem do ordenado no jornal" onde os vencimentos e a distribuição são as duas maiores fatias da despesa.