Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Impostos: Foram instaurados mais de 7.000 processos por crime fiscal em 2011

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 jul (Lusa) -- O fisco instaurou mais de 7.000 processos por crime em 2011, um crescimento de nove por cento face a 2010, com a maioria das ações a deverem-se a situações de retenção de imposto que não era entregue ao Estado.

Os números fazem parte do Relatório de Combate à Fraude e Evasão Fiscais e Aduaneiras de 2011, entregue na terça-feira no Parlamento, no qual se dá conta de que ao longo do ano passado foram detetadas 7.182 situações de fuga aos impostos, que, segundo a lei, são consideradas crime.

Na maioria destes casos, com mais de 6.000 processos instaurados, está a situação de abuso de confiança fiscal, ou seja, situações em que os contribuintes retiveram impostos e não os entregaram ao Estado.