Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Imã paquistanês que terá acusado falsamente cristã de blasfémia foi absolvido

Lusa

  • 333

Islamabad, 18 ago (Lusa) -- Um tribunal paquistanês absolveu o imã suspeito de ter acusado falsamente uma jovem cristã de blasfémia por esta ter alegadamente queimado páginas do Corão, informou o advogado no sábado à noite.

"O tribunal rejeitou todas as acusações contra Khalid Chishti e absolveu-o", disse o advogado Wajid Ali Gilani em declarações à agência AFP.

Rimsha, uma jovem de 14 anos, iletrada e com uma deficiência mental, segundo a AFP, foi acusada por vizinhos há um ano de ter queimado páginas de um manual de introdução ao Corão onde estariam escritos versos do livro sagrado do Islão, um crime passível de prisão perpétua no Paquistão.