Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Idosos têm aulas de segurança pessoal para se "defenderem" também da solidão

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 nov (Lusa) - Chegam por preocupações de segurança e interessados em melhorar a confiança e autoestima. A idade retirou-lhes a agilidade física, mas não o entusiasmo para os gritos e "golpes" de karaté com que se "defendem" também da solidão.

"Estamos a perder mobilidade, flexibilidade e outros reflexos e convém aprender algumas técnicas de defesa. Põe-nos alerta para o dia-a-dia que cada vez se torna mais perigoso para nós, que temos alguma dificuldade na locomoção", disse a agência Lusa Maria Antónia, 64 anos.

Maria Antónia é um dos 1.300 idosos que participam no projeto "Clube do Movimento", promovido pela Câmara de Odivelas, que além da ginástica, caminhada e natação decidiu este ano introduzir karaté para seniores, depois de no ano passado terem arrancado com as aulas de defesa pessoal.