Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ibero-Americana: Temos de ser uma comunidade de economias abertas, sem protecionismo -- Passos Coelho

Lusa

  • 333

Cádis, Espanha, 17 nov (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, defendeu hoje que o aprofundamento da parceria ibero-americana é uma necessidade e que esta deve ser uma comunidade de economias abertas, sem protecionismo.

Numa intervenção na XXII Cimeira Ibero-Americana, que decorre desde sexta-feira na cidade espanhola de Cádis, Pedro Passos Coelho assinalou o contraste entre o contexto de crise na Europa e a situação da América Latina, considerando que esta região "vive uma conjuntura muito positiva, que se projeta internacionalmente e que constitui uma oportunidade histórica".

No entanto, o chefe do Governo português sustentou que "o que se passa na Europa interessa cada vez mais à América Latina e vice-versa" e que os países do espaço ibero-americano saem a ganhar se concertarem posições e se apoiarem mutuamente.