Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

I Liga diminui número de futebolistas estrangeiros, mas mantém-se no "top3" da Europa - Estudo

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 jan (Lusa) - Com 53,8 por cento de forasteiros, a I Liga portuguesa de futebol é a terceira da Europa com maior percentagem de jogadores estrangeiros, apesar de um ligeiro decréscimo em relação às duas épocas transatas.

Segundo o Estudo Demográfico, documento elaborado anualmente pelo "Observatório do Futebol" (CIES Football Observatory), a que a agência Lusa teve acesso, dos 390 jogadores que atuam nas 16 formações da I Liga, 210 são estrangeiros.

Este número diminuiu ligeiramente em relação às duas temporadas anteriores: em 2010, a principal competição do futebol nacional era composta 56,2 por cento de atletas estrangeiros, enquanto em 2011 baixou para os 55,4, num total de 408 futebolistas.