Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Hungria paga dívida ao FMI e recupera "liberdade de atuação"

Lusa

  • 333

Budapeste, 12 ago (Lusa) - A Hungria anunciou hoje que saldou a dívida com o Fundo Monetário Internacional, sete meses antes do prazo previsto, e que com isso consegue vencer a "luta pela independência" financeira e pôr cobro ao diferendo com a instituição.

A notícia hoje divulgada confirma a má relação existente entre o atual Governo liderado pelo conservador Viktor Orbán e o FMI, na sequência de um empréstimo de 20 mil milhões de euros contraído em 2008 pelo anterior executivo ao FMI, ao Banco Mundial e à União Europeia.

O Governo considera que a Hungria vai conseguir financiar-se nos mercados financeiros internacionais depois de se ter libertado daquilo a que a chamou "uma luta pela liberdade de atuação do país".