Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Human Rights Watch recomenda medidas sobre efeitos da extração mineira em Moçambique

Lusa

  • 333

Maputo, 23 mai (Lusa) -- A Human Rights Watch vai pedir ao Governo moçambicano e aos países de origem das empresas mineiras maior envolvimento no processo de reassentamento das populações afetadas pela extração, disse hoje à Lusa um responsável da organização humanitária.

A organização Human Rights Watch denunciou hoje que os investimentos no setor do carvão das empresas Vale (Brasil) e Rio Tinto (Austrália) na província de Tete estão a dificultar os acessos à alimentação, água e trabalho às populações locais.

O relatório da Human Rigths Watch, de 122 páginas, com o título "O que é uma casa sem alimentos?" alerta para o facto de a implementação das políticas governamentais e o papel das companhias de extração mineira em zonas habitadas por comunidades que se dedicam essencialmente à agricultura estão a forçar a deslocação das populações para zonas áridas, longe dos rios e dos mercados.