Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Horta Osório recebe prémio do Lloyds de 1,7 milhões mas só em 2018

Lusa

  • 333

Londres, 1 mar (Lusa) - O presidente do banco britânico Lloyds, António Horta Osório, vai receber um prémio de desempenho de 1,7 milhões de euros, mas será adiado até 2018 e dependente do desempenho das ações da instituição financeira.

O banco adiantou em comunicado que funcionários vão ter um bónus total de 365 milhões de libras, apesar de os prejuízos terem sido de 1,5 mil milhões de euros em 2012, o que dará a cada empregado cerca de 3.900 libras, segundo dados da AFP.

O 'chairman' do banco, Sir Winfried Bischoff, considerou que o Lloyds tinha que mostrado "moderação" na sua política de prémios.