Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Homem confessa em tribunal crime de incêndio na Lourinhã por vingança contra ordem de despejo

Lusa

  • 333

Lourinhã, 09 jan (Lusa) - Um serralheiro, acusado de incendiar a casa arrendada onde vivia, por alegada vingança à ordem de despejo colocada pelo senhorio, confessou hoje o crime ao Tribunal da Lourinhã.

O sexagenário disse ao coletivo de juízes que estava desesperado porque estava a viver na casa que foi sua durante 40 anos e que havia sido penhorada pelas Finanças por causa de uma dívida por pagar e, mais tarde, vendida a outra pessoa que passou a ser o seu senhorio.

O arguido justificou que estava a passar por dificuldades económicas, por falta de trabalho, razão pela qual não pagou dois anos de renda ao senhorio e foi-lhe intentada uma ordem de despejo uns dias antes de decidir incendiar a casa.