Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Homem condenado a 50 anos de prisão no México por homicídio de general na reserva

Lusa

  • 333

México, 29 jan (Lusa) -- Um juiz da Cidade do México condenou hoje a 50 anos de prisão um acusado do homicídio de um general na reserva, que ocorreu a 20 de abril do ano passado, informaram fontes judiciais.

Jonathan Javier Aréchega Zarazúa, de 22 anos, e conhecido pelos nomes de "El Johnny" ou "El Chango", foi reconhecido por duas testemunhas como o autor dos disparos em três ocasiões contra o general do Exército, e o juiz considerou-o culpado de homicídio qualificado do general Mario Arturo Acosta Chaparro.

Em maio de 2010, Acosta Chaparro tinha sobrevivido a um atentado a tiro na Cidade do México num aparente assalto.